Sabe quando é que deve RENOVAR a sua FROTA?!

05 set, 2017 09:00

Partilhar este artigo

Para a obtenção de resultados satisfatórios, existem diversas medidas a tomar ao nível da GESTÃO DE FROTAS, que por sua vez, requer o planeamento e controlo de diversos fatores, desde os recursos humanos, à substituição de veículos antigos. Sendo este último, um fator intrínseco ao universo de empresas com um serviço próprio de distribuição, cuja RENOVAÇÃO DA FROTA deve realizar-se periodicamente. Todavia devido aos custos associados (recursos financeiros), este processo realiza-se habitualmente a cada 5 anos, tornando-se mais oneroso e multiplicando os riscos para a empresa.

Esta é de facto, uma dúvida que surge frequentemente entre os Gestores de Frota: “Quando é que devo renovar a frota da empresa?!”. Mas na verdade, não existe uma resposta matemática! São diversos os fatores que têm de ser analisados antes de tomar esta decisão, tendo sempre em conta a redução de custos e o aumento de produtividade e resultados.

Vamos então identificar os principais fatores a ter em conta aquando esta decisão. Acompanhe as informações a seguir!

PRINCIPAIS FATORES A ANALISAR PARA RENOVAÇÃO DA FROTA

- REDUÇÃO DO VALOR DE REVENDA

Imediatamente a partir do momento em que o veículo sai do stand, inicia-se o processo de depreciação. Sendo certo, que é durante os primeiros meses/anos (dependendo do tipo de uso, cuidados, manutenção, etc.) que ocorre a maior perda de valor de mercado, embora esta desvalorização abrande ligeiramente com o passar dos anos. Assim e na ausência de outros problemas, os veículos devem ser substituídos no final do seu ciclo de vida útil (pode variar entre os 5 e os 8 anos).

Se já comprou algum carro, sabe que quando o pretender vender, jamais obterá o mesmo valor que pagou por ele. Motivo pelo qual, enquanto Gestor de Frota, deve analisar a depreciação dos veículos e perceber se é ou não viável, renovar a frota.

- MAIOR NECESSIDADE DE MANUTENÇÃO

Como seria expectável, a depreciação do veículo influencia também o consumo de combustível e número de visitas à oficina, sendo que os custos de manutenção aumentarão ao longo do tempo. Por isso a realização de manutenções periódicas é fulcral, caso pretenda ter uma frota de veículos seguros, eficientes e em bom estado. Embora, o envelhecimento do veículo obrigue a manutenções corretivas mais frequentes e consequentemente, cada vez mais dispendiosas.

Mantenha um histórico de manutenções com: trocas de óleo, trocas de pneus*, revisões obrigatórias, manutenções corretivas e valor do seguro automóvel.

*Trocas de Pneus: ex.: colocar os pneus traseiros à frente, para garantir um nível de utilização/ desgaste semelhante entre cada um, proporcionando maior equilíbrio ao carro, pois se um dos pneus estiver mais gasto num dos eixos, ocorre um desequilíbrio, especialmente nas estradas molhadas.

- AUMENTO DO CONSUMO DE COMBUSTÍVEL E EMISSÃO DE GASES

Quanto mais velho o veículo, maior o consumo de combustível, representando consequentemente um dos custos mais elevados das frotas. Pelo que, deverá ponderar a renovação da frota, uma vez que os veículos mais recentes detêm sistemas de poupança de combustível e cumprem os padrões europeus de emissões de gases.

- VEÍCULOS ANTIGOS VS VEÍCULOS NOVOS

Além da notória redução de custos ao nível do consumo de combustível e manutenção, os veículos mais recentes têm atualmente diversas tecnologias que visam otimizar a condução e respetiva deslocação, como o conforto do condutor, a segurança rodoviária, a performance, entre outros.

- ANÁLISE AO INVESTIMENTO

Apesar dos custos elevados a curto prazo, a renovação da frota representa um investimento rentável para o futuro da empresa.

- OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS

Mais que uma frota com veículos novos, verifica-se a otimização exponencial de recursos, nomeadamente: produtividade, fiabilidade dos serviços prestados, tempo em estrada, ROI (Return On Investment) e melhor gestão de veículos disponíveis.

CONCLUSÃO

Conforme descrito acima, são vários os fatores que contribuem para a depreciação de uma frota e respetiva renovação da mesma. Todavia, apesar dos custos associados, uma frota renovada representa diversas vantagens e oportunidades para a empresa.

MAS, pode optar por outra solução que não acarreta os fatores mencionados. A Terceirização/ Contratação da Frota, permite-lhe ter veículos novos sem qualquer custo adicional (ao contrato), adequados a cada tipo de uso, com menores custos operacionais e maior eficiência energética.

Do que está à espera para RENOVAR a sua FROTA ou contratar uma?! 😉👍

Links ÚTEIS:

- “REDUZA os CUSTOS de Manutenção da Frota!

- “Conheça 6 decisões IMPORTANTES do Gestor de Frotas.

#ForBIZGroup #CartãoCombustível #Combustível #GestãoFrota